A CONEXÃO E A GRATIDÃO.


Vou contar agora uma história que mudou bastante a compreensão que tenho da vida. 

Sempre gostei da natureza. E, quando que era possível, juntava dinheiro para viajar junto com minha esposa para lugares próximos à natureza.

Em maio de 2014, eu e minha esposa resolvemos viajar à Chapada Diamantina. Ficamos hospedados na cidade de Lençóis. Foi uma grata surpresa. A cidade é pequena, mas bem estruturada. Assim que chegamos, contratamos um guia, que nos ajudou muito a conhecer toda essa região de carro. São tantos os lugares especiais. Serei breve e mencionarei o que mais nos chamou atenção. Eis alguns deles:


Gruta da Fumacinha. Assim começou a nossa jornada interior em todos os sentidos. Só era permitido entrar com um guia credenciado. Em certa altura do percurso, ele apagou a luz de sua lanterna. Ficamos alguns poucos minutos em silêncio numa completa escuridão. Foi estranho! É como se estivéssemos em outra dimensão. A nossa essência apresentava-se em sua forma mais bruta, tal como as estruturas desse lindo lugar.   


A natureza era tão intensa e presente. Aquelas rochas, plantas e águas escuras transmitiam-nos  sentimentos de mistério e grandeza. 


Morro do Pai Inácio. Que vista! Surgiu aí o sentimento de liberdade. A imensidão e a beleza desse lugar eram comoventes.


Gruta da Pratinha. Como foi bom relaxar nessas águas tão belas.


Poço Azul. Os raios do sol tocavam as águas cristalinas. Um show de luz e beleza. A gente se sentiu flutuando no Universo.


Poço Encantado. O nome já diz tudo!


Caverna da Torrinha. Que lugar cheio de surpresas!


Vale do Capão. Um santuário ecológico fantástico, cheio de esoterismo e espiritualidade.




Orquidário da Chapada Diamantina. Um lugar pequeno, mas que deixou ótimas lembranças. E as borboletas eram belas anfitriãs.


A caminho ao lugar mais incrível que já conheci na vida.

Falei dos outros pontos turísticos para vocês entenderem que toda a região da Chapada Diamantina é maravilhosa. Muitos sentimentos diferentes foram deixados por cada um deles. Era como se fizessem parte de um rito de passagem. Uma forma de iniciação espiritual.

O contato com os elementos água, terra e ar foi realizado até esse momento. Restava apenas agora o elemento fogo, tão mencionado pelos povos antigos e por quem tem uma visão holística. Só fui entender tudo isso algum tempo depois.


A energia desse lugar é algo incrível. Só sabe quem vai até lá. Foi um longo e tranquilo percurso para chegar ao nosso destino.


Depois de andar um pouco. Começou a descida. O coração da gente disparava de tanto encantamento.



Cachoeira do Recanto Verde. No meio do caminho, encontramos uma grande surpresa. Um lugar para gravação de filmes sobre fadas, elfos e gnomos. Um mundo encantado! Só de me lembrar o coração palpita. E sempre vem o imenso sentimento de gratidão a Deus por ser tão perfeito em suas criações.


Chegamos no lugar de partida para a experiência mais linda e incrível de nossas vidas, momento em que nos entregamos àquelas águas escuras e frias. Os elementos água, ar e terra recebiam-nos de braços abertos. Foi como se eles nos convidassem para conhecer o irmão maior, o elemento fogo (a luz), o despertar para uma consciência maior.


Estávamos vestidos com roupas de neoprene. A emoção foi tão grande que o frio passou logo. E o rio nos levava para um destino desconhecido. Olhávamos para o céu e percebíamos que era um "caminho" sem volta.


Tantas curvas. O sentimento de gratidão invadia nossas almas a todo instante. Como estávamos felizes.


Cachoeira do Buracão. Chegamos lá. O som dela era algo estrondoso e magnífico, que rompia todas as nossas ilusões de separação. Nunca me senti tão em harmonia com Deus. Era tanta gratidão que mal conseguia falar. Só contemplava. Naquele momento, estabeleci uma conexão imediata com a natureza, que mudou a minha vida, o meu olhar em relação a todas as coisas.

Em certo momento, fiquei parado, e um casal de libélulas pousou em meu braço. Isso mesmo! E lá ficaram por mais de 30 segundos. Era como se elas não me vissem como um intruso. A emoção tomou conta de mim. Que coisa linda, meu Deus! Um momento mágico. Um presente da Natureza! Estava entregue a um puro sentimento de gratidão e, por isso, fui presenteado com esse contato tão raro e inusitado.

Após isso, comecei a estudar muito, e hoje sou jardineiro, paisagista, ambientalista e, especialmente, amante da Natureza. A Natureza curou-me de várias formas.

Percebi que um dos caminhos para ter experiências incríveis como essa na vida é buscar o contato com a natureza e expressar, de forma sincera, a  GRATIDÃO.

Agradecerei sempre por tudo! Agora sei que, através desse gesto simples, o Universo oferece surpresas inimagináveis.

Assim, tudo mudou após conhecer essa cachoeira. A conexão foi estabelecida.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

SUPER DICA DE JARDINAGEM - COMO CALCULAR A QUANTIDADE DE MUDAS DE UM JARDIM ETC.

JARDINS DO SUL DA FRANÇA